sábado, 21 de março de 2020

Carta aos psicólogos hospitalares


Carta aos psicólogos hospitalares



Queridos psicólogos hospitalares!!

Boa noite!

Estamos vivendo um momento “suis generis” de pandemia pelo coronavírus. Pois nunca antes passamos por uma situação destas. Muitos psicólogos hospitalares estão se sentindo despreparados e sobrecarregados com a carga emocional que está sendo depositada em cima deles, o que não é sem razão. Afinal, o profissional referência para saúde mental dentro dos hospitais, e demais locais em que atende, é o psicólogo, para o qual recorrem, sem distinção, o paciente, o familiar, o médico, o fisioterapeuta, a assistente social, e toda a equipe de apoio.

Qual de nós nunca soube que estaríamos ali para acolher e suportar toda a carga emocional, sem ter para onde correr ali dentro? Qual de nós já não chorou sozinho se questionando se fez realmente o que precisaria ser feito?  Qual de nós nunca se sentiu vulnerável e incapaz por estar em contato com tanto sofrimento? Qual de nós nunca se sentiu sozinho?

Gostaria que vocês fizessem uma reflexão do caminho que trilharam até aqui. No quanto de pacientes leves, moderados e graves já atenderam, o quanto investiram na sua formação, no quanto já ajudaram os pacientes, familiares e equipes a passarem por adversidades e sofrimentos intensos.

Gostaria que se voltassem para si mesmos e fizessem uma leitura do quanto a ansiedade de hoje tem a ver com a vontade de ajudar. Do quanto a infraestrutura dos locais de trabalho não comporta a pandemia que vivemos. Do quanto os recursos físicos são escassos. Do quanto o medo toma conta de todos e o descaso é só seu contraponto.

Gostaria que fechassem os olhos um só minuto e sentissem o quanto se dedicam e dão o melhor de si mesmos em cada atendimento. O quanto ponderam entre razão e emoção para encontrarem um equilíbrio, que muitas vezes se esvai naquele pranto de quem se identificou com aquele sujeito que sofria.

Gostaria que vocês aquietassem a alma, respirassem fundo, estufassem o peito e falassem racionalmente: eu dou conta!!! E sigam em frente!! O mundo precisa de nós.

Grande abraço,
Força e Paz!!
Susana Alamy
Psicóloga clínica e hospitalar
CRP 04/6956

12 comentários:

  1. Parabéns pela iniciativa de apoio e solidariedade. Obrigada! Grande abraço.

    ResponderExcluir
  2. É verdade amiga de jornada. Um grande abraço. Obrigada ,Deus está no controle!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns amiga! A jornada só iniciou. Vamos em frente, tomando fôlego e que Deus nos ajude a passar por estes momentos cruéis no nosso país e no mundo.

    ResponderExcluir
  4. Muito obrigado pela força. Que Deus nos ajude à ajudar.

    ResponderExcluir
  5. Que cada um de nós continue a dar o seu máximo e no fim dirá que combateu um bom combate!

    ResponderExcluir
  6. Obrigada pelas palavras de apoio!

    ResponderExcluir
  7. É realmente angustiante vc estar ali segurando tantas angústias...tantas dores e estar ali ... com suas dores mas tendo que guarda las. A psicologia hospitalar é linda ... mas para nós profissionais dessa área tb é angustiante. Obrigada pelo acolhimento.

    ResponderExcluir
  8. Com certeza absoluta: VOCES9 DAO CONTA!

    ResponderExcluir
  9. Que linda carta... Espero ser uma psicóloga resiliente como você! ❤️

    ResponderExcluir
  10. Obrigada que reflexão excelente #eu dou conta.

    ResponderExcluir